Iniciativas políticas LGBTQIA+ de BH

Cellos

O Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais é uma das principais entidades que luta pelos direitos e promoção da cidadania da comunidade LGBTQIA+ de BH. O movimento se considera político apartidário, não tendo nenhum vínculo ideológico com partidos políticos, instituições religiosas ou órgãos do Estado.

O Cellos é responsável por importantes movimentos políticos na cidade como: a Parada LGBTQIA+ de BH, Jornada da Cidadania LGBT e o Projeto Convergência das Cores.

Comissão de Diversidade Sexual e Gênero da OAB de Minas Gerais

A comissão da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) busca promover a  construção de uma sociedade mais justa, pluralista e livre de preconceitos, além de:

  • Intensificar os debates sobre a diversidade sexual, protegendo os Direitos LGBTQIA+ incluída a defesa do reconhecimento jurídico das relações homoafetivas, por exemplo;
  • Enfrentar as formas de manifestação da homofobia, combatendo veementemente toda e qualquer discriminação e intolerância;
  • Promover estudos, cursos, seminários e outras atividades científicas pertinentes ao Direito da Diversidade Sexual.

TransVest

Transvest é um projeto artístico-pedagógico que objetiva combater a transfobia e incluir travestis, transexuais e transgêneros na sociedade.

A ONG foi fundada pela professora e ativista Duda Salabert, que apostou em uma organização com estrutura orgânica, que se transforma de acordo com as demandas das alunas e alunos.

Clique aqui para ajudar a Transvest

Com o tempo, o projeto ganhou novos núcleos, como o de psicologia, ensino de idiomas, aulas de defesa pessoal e de apoio jurídico. O perfil das(os) estudantes reflete o contexto de precariedade enfrentando pelas pessoas trans no Brasil, sendo frequentes trajetórias marcadas pela expulsão de casa, evasão escolar e exclusão do mercado de trabalho formal.

Além disso, também exercem ações pontuais dentro do presídio de Bicas, como a primeira parada LGBT dentro de um presídio, e recebem diariamente alunes que estão em regime semi-aberto para estudar em nossa sala.

Frente Autônoma LGBT

É um movimento de comunicação e fortalecimento mútuo das militâncias LGBT em Belo Horizonte e em Minas. É fruto da compreensão de que as militâncias LGBTs são muitas, complexas e complementares.

Rede AfroLGBT de MG

É uma entidade do movimento social que atua em Minas Gerais contra o racismo, as LGBTfobias, o sexismo, o machismo e a misoginia. É um braço da Rede AfroLGBT.

Tem por missão fortalecer a cidadania e a autoestima de negros e negras lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais lutando contra o racismo e todas as suas faces, além de todas as outras formas de opressão e exclusão.

Em Minas Gerais, o grupo se formou em dezembro de 2013 com vistas a ser uma força impulsora para a garantia dos direitos das pessoas negras LGBTs e também a fim de atuar no sentido de contribuir para o empoderamento dessa população. O trabalho, totalmente voluntário, é orientado pelos seguintes eixos:

  1. Pressão sobre os Governos;
  2. Informação: buscar, acumular, e repassar a informação;
  3. Mobilização,  Rede de Solidariedade e Empoderamento.

NUH

O Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT (NUH) é um núcleo da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que tem como propósito congregar pesquisadores e desenvolver atividades de pesquisa, ensino e extensão voltadas para o reconhecimento dos direitos, da cidadania, das identidades e das práticas culturais, políticas e sociais de indivíduos e grupos LGBT.

No site do Núcleo, já existem pesquisas publicadas que vale a leitura. 😉

Diverso UFMG – Núcleo Jurídico de Diversidade Sexual e de Gênero

É um programa de extensão criado em 2014 que tem como objeto a promoção de ações de caráter educativa e social, consistentes no acolhimento, encaminhamento e orientação jurídica e psico-social de mulheres e membros da comunidade LGBT vítimas de violência e discriminação.

As atividades de extensão tem o suporte das pesquisas e debates promovidos pelo grupo de estudo Sexismo e Homofobia: a discriminação e o perverso silêncio do Direito.

O projeto procura criar um ambiente de interação dialógica entre alunos da Faculdade de Direito e Ciências do Estado da UFMG com entidades públicas e privadas de defesa de direitos e principalmente com as próprias vítimas dessas violências e discriminações.

O que se quer construir é a institucionalização e promoção efetiva dos direitos humanos e a luta contra toda forma de discriminação.

O Diverso UFMG desenvolve atualmente os seguintes projetos:

  • Grupo de estudos Gênero, Sexualidade e Direito
  • Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero
  • Educa Diverso
  • Pesquisa da Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte
  • Observatório de Violências contra pessoas LGBT

Saiba mais no site do programa. 🙂

Frente BI de BH

É uma frente de atuação do movimento social ativa que reúne coletivos e ativistas autônomos que lutam pela causa de bissexuais, pansexuais, polissexuais e demais identidades monodissidentes em Belo Horizonte e região.

Compartilhe se acredita que esse texto pode ser interessante para alguém :)

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
error: Conteúdo Protegido