Procurando oportunidades
35
Preferência de Modalidade de Trabalho

Home Office

Sobre mim

Profissional de comunicação e design, artista independente, nasci em 85 no norte de Minas, tenho "minas" no sangue portanto, minha luta é a luta das mulheres. Sinto que tenho alma de mundo e comunico com o futuro. (Sou fogo!) E tenho ainda com 5 planetas em leão que me fazem brilhantemente mulher-bomba, e fazendo um mini-tinder agora : estou solteira. Já vivi MUITO, espero aqui na CASINHA compartilhar diferentes vivências, histórias, tem tanta coisa pra dizer! Fazer! Revolucionar! Eu conto das minhas experiências na minha poesia e música autoral, tenho um projeto musical, chamado RADIOPOESIA onde compartilho o crescimento de uma vida inteira de descoberta de um protagonismo lésbico, dores, frustrações, depressão, iluminação literária, sensibilidade! Você pode conhecer tudinho meu aqui ;*

Histórico Profissional

Iniciei como frelance em eventos (aquelas mocinhas que te entregam o crachá na entrada) quando eu tinha 16 anos. Aí me formei em técnico de design gráfico na ETE Rocha Mendes, na Vila Prudente em SP, e trabalhei como estagiária em uma gráfica no Ipiranga. Aí comecei a fazer faculdade de publicidade em São Caetano do Sul, meio por acaso, porque eu queria rádio e tv mas acabei prestando pra jornalismo na usp e como não passei, e queria estudar, acabei prestando radio e tv na faculdade particular "mais acessível" e infelizmente não formou turma, aí pelo desconto fui parar na Publicidade! Mas sempre quis rádio e tv. Sempre gostei de escrever e fazer alguma parada artística, tipo artesanato, tocar violão, tocar bateria, sempre amei poesia e música, e rádio e mtv. Enfim. Aí minha mãe, que é mineira, ficou desempregada e resolveu sair de SP onde a gente morava, e eu tive que largar a faculdade (e toda a minha vida) porque mudamos para Montes Claros, em MG, onde a gente tinha parentes próximos. Eu tinha 19 anos aí. Nesta cidade, com o diploma técnico de design gráfico que eu já tinha, comecei a trabalhar em agências de publicidade como designer gráfico júnior e depois passei a trabalhar como editora de imagens (por acaso, cobrindo um profissional que se desligou da empresa, e aí me apaixonei por edição de vídeo). Aí acabei me desligando dessa primeira agência e fui contratada em outra onde fiquei 6 anos, fui designer, editora, roteirista, planner, operacional, mídia, passei por todas as funções e cheguei ao posto de gerente da agência com 23 anos. Eu sempre estudei em escola pública, essa última agência que trabalhei inclusive foi quem financiou meus estudos, assim me formei Bacharel em Design Gráfico em uma das faculdades mais conceituadas de MG, bolsista, aos 25 anos. Minha tese falava sobre DESIGN UNIVERSAL, ACESSIBILIDADE E TECNOLOGIAS ASSISTIVAS, obtendo nota máxima na banca examinadora. Fui premiada pela Fiocruz com um projeto inndependente que tratava de uma oficina de música para deficientes auditivos. Fui selecionada na Bienal da Une de 2007 participando da Coletânea Literária daquela edição com uma poesia e uma crônica autoral.Participei de diversos eventos acadêmicos como Coneb, Cone, NDesign, RDesign chegando a ser aprovada também como oficineira no NGoiânia. Foi lindo esse rolê acadêmico. Aí, depois de me formar, sai da agencia e comecei a trabalhar como gerente de marketing em uma rede de educação, atuando sozinha como um agência interna na escola. Focada em crescer e ganhar mais, em 2012 acabei voltando pra SP para trabalhar em uma agencia lá, consegui pelo Catho Online colocar um curriculo no plano gratuito e um doido me chamou! Aí fui meter a cara como diretora de arte nessa agência, e foi a primeira vez que morei em uma república. Durou um tempo menor do que eu esperava e resolvi voltar pra MG pq era dificil sobreviver ali sozinha (vivendo um minicaos). Muita loucura também. Feito, de volta a MG abri minha empresa de design, o ESTUDIO NAMOITA, ativa até hoje (com as parcelinhas do MEI em aberto, verdade) mas ai comecei a trabalhar freelance EM CASA com gestão de projetos independentes, editei livros, fiz eventos, feiras locais, apresentações musicais, virei dj e sempre designer gráfico. Comecei a dar aulas particulares e em grupo, aulas de projeto, aulas de Corel, Ilustrator, Photoshop, Indesign, chegando da fazer cursos em BH no GuajaCo. e em Curitiba. Cai pra dentro dos cursos online e tive alunas de design até na Austrália. Bem, aí aos 28 anos, acabei aceitando um trabalho em Arraial dajuda para editar um jornal, e me apaixonei pelo sul da Bahia. Também muita loucura, verdade. Ali trabalhei com diversos projetos além do jornal, cheguei a ser garçonete e vendedora ambulante também porque na vida a gente faz o que tem pra hoje. Enfim, depois comecei a trabalhar para uma empresa de uniformes esportivos sublimados e revolucionei o modo de cobrar layouts. Fiquei nisso até conseguir juntar uma boa grana para comprar um computador top e nesse rolê todo comecei a produzir minhas musicas, comecei a comrprar equipamentos de gravação também e comecei a fazer um podcast, o PROGRAMA FINO DA FOSSA, nisso me descobri programadora musical e locutora, e fazendo um pouco de tudo, como freelancer, em junho de 2020, já com 34 anos, uma rádio do norte de minas, através desse podcast, teve acesso ao meu conteúdo e me chamou pra trabalhar em uma rádio comercial na cidade de Várzea da Palma - MG, onde moro até hoje, atualmente fazendo um trabalho independente e voluntário na Rádio América 104,9. Meu programa é eclético e se chama A HORA DA BEBEL, vai ao ar de segunda à sexta sempre às 16horas.

PNE - Portador(a) de Necessidades Especiais

Não

error: Conteúdo Protegido